Se tivesse que resumir as novidades mais recentes na nossa terra escolheria duas, ambas do conhecimento público. A primeira é do foro político, com o rearranjo inerente às últimas eleições para a  Assebleia de Freguesia o Rui Barros tomou posso na Junta de Freguesia de Nelas, tarefa para a qual lhe desejo toda a sorte e alento. A segunda novidade também não é uma novidade, pois tenho alertado sistematicamente para o problema - falo das alterações climáticas e dos efeitos locais. Se a vindima se realizou logo no início de Setembro para quem não segue como antes o ritmo das culturas espanta que no final de Outubro se começa a apanha da azeitona. Onde irá tudo isto parar? É importante que o problema seja levado a debate à escala local, pois são os efeitos de proximidade os que mais cedo vamos sentir. Se é um facto que as tempestades noutros países nos causam alarmismo, é o que acontece à nossa porta que nos levará a mudar de comportamentos.

publicado por José às 20:55