Tive oportunidade de estar presente em dois momentos da Festa das Aldeias do Douro Vinhateiro, nos confins do distrito de Viseu, entre o Douro e o Távora, por vezes o Varosa e outros rios e serras várias. Segundo informações foi a primeira iniciativa do género, sendo que a escolha das 6 aldeias foi da Comissão de Coordenação da Região Norte CCR-Norte ). No caso estive em Barcos, aqui mais de passagem, e em Salzedas, com mais tempo de permanência. Não sei se o segredo está em descentralizar o evento, levando-o a lugares pitorescos que ganham assim outro colorido e outro ritmo, sei que o nosso concelho poderia retirar algumas ideias daqui antes de pensar em organizar a próxima Festa/Feira do Vinho do Dão. Se é verdade que este ano o desporto deu uma importante valia ao evento, também é verdade que é necessário levar a iniciativa mais às pessoas, sem a retirar do Largo do Município , mas proporcionando a todos um contacto mais directo com os produtores e com a vinha.

Embora não tenha ainda quase nada podem começar a ver algumas imagens em http://lugaresdeportugal.blogspot.com/

Convém, assim creio, clarificar que o meu objectivo não é, usando termos populares, "partir a loiça toda". Enganem-se os que julgam que apenas quero falar mal das iniciativas que por cá vão acontecendo. Quero apenas acrescentar a minha opinião a muitas outras, além do mais nunca tive medo de trabalhar. Estamos é no momento certo para se pensar na próxima Feira, por isso, outros exemplos podem ser importantes para nós. Se não fosse para dar o meu contributo no sentido da afirmação do que considero serem rumos possíveis para a nossa terra, pois podemos sempre fazer melhor, ficaria quieto e calado, pois nada vem sem esforço, mesmo este meu empenho critico. Naturalmente que me exponho a eventuais criticas, mas o exercício da cidadania não se faz envolto numa redoma.

publicado por José às 18:02