Estou grato ao Sapo pelo destaque que deu ao blog, não por razões pessoais, pois como sabem isto resulta da insistência de alguém que acha que mais vale divulgar a sua terra, mesmo as coisas más, pois muitas coisas só existem na memória de alguns e partilhando existe sempre a possibilidade de troca dessas memórias, além do mais fica o registo (embora o arquivo da Internet e dos blogs neste caso seja algo muito promíscuo, o que é um paradoxo, tanta modernidade e tanto atraso). Como muitos abem é um olhar de fora, talvez por isso me permita ser critico ou então apenas analítico.

Sei que este destaque não dura sempre, também sei que o blog situado no espaço tem o seu espaço próprio, independentemente de receber por vezes outras visitas, quase diria que parte da máxima (já gasta aliás): pensar global agir local. Sendo certo que muitas reflexões são fruto de preocupações globais, bem como contingências e mesmo ferramentas apreendidas na actividade profissional (mas como o blog é sobre a terra não falo aqui sobre isso).

Seja como for e em jeito de remate, foi bom ter sido escolhido para figurar nos destaques do Sapo e nos blogs do Sapo, assim foi possível a mais utilizadores olharem para a nossa terra e para a nossa região, talvez um dia sejam turistas ou então defensores do património, natural e edificado, e se lembrem então deste momento. Obrigado ao Sapo.

publicado por José às 15:12