Não escrevo para partilhar memórias e pensamentos sobre o 25 de Abril dos cravos, da liberdade, do PREC ou de uma ideia de democracia ainda em construção. Também não falo sobre o regresso, em maior escala, das corporações .
Escrevo por razões meramente pessoais, embora seja um registo que evito aqui no blog. Escrevo para deixar dois agradecimentos, neste dia que é também o dia de cumprir mais um aniversário, apesar do momento ser difícil temos de enquadrar os factos nos respectivos contextos.
Como acabei de dizer, pretendo com estas simples palavras deixar dois  agradecimentos, não colocando qualquer deles em primeiro lugar:
- Agradeço aos profissionais dos Hospitais da Universidade de Coimbra, não apenas pelas suas qualidades como profissionais de saúde, mas também pelo "trato" delicado e amigo como têm tratado a minha mãe;
- Agradeço, igualmente, a todas as pessoas do Folhadal e outras localidades que têm solidariamente marcado presença em cada visita ou então pelo telefone.
A todos quero deixar neste dia, mais um dia de esperança, o meu mais profundo agradecimento.
Obrigado!
publicado por José às 20:41