Embora ache pouco interessa à iniciativa da televisão pública, pelo menos nos moldes em que tem decorrido, colocando tudo no mesmo saco, não deixo de publicar duas fotografias que tirei no Carnaval de 2005 ao que resta da casa de Aristides de Sousa Mendes. Não quer com isto dizer que vou votar ou votei nele, não pretendo votar em ninguém, quero apenas prestar a minha homenagem.

 Não sei se esta é ainda a imagem do momento, nem se foi feita alguma coisa, ou se apenas se acentua a ruína, o que acontece é que os grandes são os simples, mas que por serem pequenos são esquecidos.

publicado por José às 11:06