Apesar de estar completamente absorvido por trabalho não quero deixar de inserir umas notas sobre as Comemorações dos 150 anos do Caminho-de-ferro em Portugal. Reproduzo a partir do site da CP (www.cp.pt) algumas etapas da Linha da Beira Alta, adiciono algumas das fotos que tirei ao longo dos últimos anos. Naturalmente que o título é exagerado, pois apenas menciono alguns momentos históricos da Linha da Beira Alta.

"1876 - Concurso para construção do Caminho-de-ferro das Beiras e Algarve 
   
Abertura de concurso para a construção das Linhas da Beira Alta, Beira Baixa e Algarve
 
1882 – Inauguração oficial da Linha da Beira Alta
A concessão da Linha da Beira Alta foi atribuída à Société Financiére de Paris, pelo contrato de 3.08.1878 (Pampilhosa à Fronteira e Ramal de Coimbra). Esta fundou uma sociedade anónima, a Companhia dos Caminhos-de-ferro Portugueses da Beira Alta, cujos Estatutos foram aprovados pelo alvará de 08.01.1879.
Em 03.09.1879 foi aprovado o novo contrato com a Companhia da Beira Alta, para construção e exploração do CF de Pampilhosa à Figueira da Foz.
1887 - Inauguração SUD Express Lisboa/Paris 
  
Inauguração do “Sud- Express”, comboio de luxo, com carruagens cama e restaurante, primeira ligação rápida entre Inglaterra, França, Espanha e Portugal.
Julho de 1895, o “Sud-Express” passa a circular na Linha da Beira Alta. e em 1900, altera o percurso passando a circular por Salamanca, concluindo-se a ligação Salamanca – Portugal.
Na foto pode ver-se uma composição do Sud Express com tracção diesel na linha da Beira Alta.
1917 - Invenções ferroviárias 
   
Experiências de novas chaminés para as locomotiva - inventos dos Engenheiros Ventura da Silva e Ernesto Rocha, dos caminhos-de-ferro do Sul e Sueste, no Barreiro - fundamentais para evitar os incêndios provocados pelo consumo de lenha devido à escassez do carvão durante a I Guerra Mundial.
Redução da circulação de comboios nas Linhas da CP, Sul e Sueste e Beira Alta devido à escassez de carvão.
1930 - Plano Geral da Rede Ferroviária 
   
Aprovação do Plano Geral da Rede Ferroviária.
Assinatura do contrato de trespasse para a CP da exploração da Linha da Beira Alta.
 
1946 - Concentração da exploração ferroviária 
  
Escritura da transferência da concessão das Companhias da Beira Alta, Nacional e do Vale do Vouga para a CP.
 
1953 - Comboio “Foguete” – viagem inaugural 
  
É adjudicada à firma alemã Fried Krupp Stahlban Rheinhausen a renovação das pontes metálicas da Beira Alta."

Para todos nós que sempre tivemos o comboio como uma presença quotidiana não poderemos deixar de evocar o apeadeiro do nosso Folhadal.

Do mesmo modo, não poderemos esquecer a importância que o caminho-de-ferro teve no passado no desenvolvimento da região, sobretudo ligado ao fomento industrial. Por sua vez, hoje em dia, praticamente apenas transporte passageiros, lá vai o tempo em que se corria à Estação para comprar a sardinha fresca que vinha da Figueira da Foz.
publicado por José às 19:14