Tenho falado com algumas pessoas sobre a participação voluntária num eventual retomar do jornal Planalto, contudo é tudo ainda muito embrionário, reconheço que é preciso ser-se um pouco louco para disponibilizar um pouco de nós em prol dos outros, sobretudo nos tempos que correm, em que o individualismo parece atingir o auge. No meu caso ainda acho que se trata de uma loucura maior, até porque não tenho experiência directa nesta matéria, embora a determinada altura tenha feito um mestrado em comunicação e trabalhe, de forma genérica, investigação e divulgação de informação cientifica ao grande público, como se verá em breve, assim espero. Apesar de falar sobre algumas coisas que tenho feito naturalmente que ninguém precisa sequer de ser licenciado, estamos a falar em aderir a uma causa e nestas coisas é preciso é vontade e empenho, isso é que se precisa, não interpretem esta quase exibição de CV como uma manifestação de arrogância, até porque como muitos sabem detesto tudo o que é exibicionismo e o tratamento por títulos, isso não faz de nós melhores pessoas, é quase um processo de vassalagem.
O importante relativamente ao Planalto é constituir uma equipa em que cada membro tenha um papel activo, promovendo reuniões com a regularidade necessária e possível em que sejam debatidas e participadas as linhas para cada edição seguinte e as questões de gestão corrente. Deixando as ideias de lado, fica novamente o desafio a quem estiver interessado, podem ainda divulgar a proposta a outras pessoas. O meu único objectivo é não deixar morrer o jornal, pois afazeres não me faltam.
publicado por José às 11:13