Infelizmente para quem nos visita esta é a imagem da nossa sede de concelho. Um bilhete postal ilustrado com as cores do "progresso". Um progresso que deveria ser sustentável, deveria ser capaz de desenvolver a capacidade económica local sem assustar que seja os valores naturais e ambientais, bem como, sem deixar no ar qualquer receio relativamente aos possíveis efeitos nocivos na saúde pública. Só assim poderemos falar na ideia de progresso, de outra forma vivermos uma Revolução Industrial tardia, com tudo o que de negativo acarretou.


DSC01609.JPG



Se assim é para quem nos visita, quais os reais efeitos sobre as populações vizinhas? Sei que esta unidade industrial também dá o pão a muito gente, contudo as populações devem estar informadas sobre os efeitos da libertação de produtos para a atmosfera. Pessoalmente temo por todos, ainda que alguns me possam achar de fanático das causas ambientais, só o fechar dos olhos aos problemas permite tirar tais conclusões, até porque as imagens só por si pronunciam algum risco, resta-nos saber que tipo de risco e quais os efeitos nas populações. Informar parece ser a palavra de ordem, mas essa tarefa só valerá a pena se as pessoas a reconhecerem como importante.


DSC01611.JPG


publicado por José às 11:20