Embora esta seja uma daquelas questões que, aparentemente, não dizem respeito à nossa terra mas que na verdade dizem tanto respeito à nossa terra como a qualquer outra, pois estamos perante uma grave ameaça global que nos deve implicar a todos na sua resolução - falo das alterações climáticas e da influência da acção humana no fenómeno.
posteralgore.jpg
Vem isto a propósito da ante-estreia do filme "Uma verdade inconveniente", do ex-presidente dos EUA Al Gore, sem esquecer o importante debate à roda da meia noite sobre o filme e sobre o fenómeno. Creio que valeu bem a pena ter assistido. Sem querer antecipar o filme (e o livro, pois o livro vai ter estes dias o lançamento da edição portuguesa) sugiro que passem por um cinema onde esteja a partir de quinta-feira em exibição. Pena é que o filme, sobretudo na primeira metade, exagere nos pormenores da vida pessoal, ainda por cima de forma tão lamechas que nos faz pensar que não votamos nessas eleições, fora esse pormenor é um importante exemplo de divulgação da ciência e de como a fazer chegar ao grande público, quando em causa está um problema tão grande, que exige determinação política e participação cívica. (q cena, parece q apareci na TV, já n se pode estar na "nossa").
Esta Terra que é a Nostra </center>
publicado por José às 09:19